default-logo

Comissão de gestão de segurança do Caminho da Fé

Semana passada aconteceu em Potim -Sp a reunião de formação da Comissão de gestão de segurança do Caminho da Fé.

Esse movimento foi uma das ações apresentadas na última AGO que ocorreu em 22/02 em São João da Boa Vista.

Em vista de alguns acontecimentos não últimos tempos e que foram apresentados à AACF, acreditamos ser o assunto mais importante para tratarmos neste momento.

Buscar soluções e estratégias de maximizar a segurança dos peregrinos nos trechos mapeados e considerados vulneráveis ao longo do caminho.

Os resultados da reunião da comissão formada pelos representantes do setor de turismo dos municípios de Potim, Pindamonhangaba, Guaratingueta e Campos do Jordão, além da polícia militar da região e dos parceiros e representantes da AACF Jaime e Bruno já estão sendo avaliados pra ser colocados em pratica. E em breve teremos ações efetivas que irão no curto, médio e longo prazos maximizar a segurança dos peregrinos do Caminho da Fé.

  1. Marcílio Silva Umbelino Reply

    Os resultados obtidos na reunião não devem ficar restritos somente a ela, mas serem difundidos, a fim de que o peregrino não venha sofrer nenhum trauma no momento de decidir a percorrer o caminho da fé.
    Precisamos saber onde a violência se localiza, os pontos mais vulneráveis, os respectivos horários da maior incidência das práticas delituosas, bem como as cidades onde os diversos casos são registrados.
    O resto é segurar na mão de Deus e ter no coração a nossa mãe Aparecida.

  2. Luis Edgar da Motta Reply

    Realmente tem de ter um mapa onde o risco de assaltos e maior.

  3. Eduardo dos Santos Melo Reply

    Pena que a formação dessa comissão ainda não começou a surtir efeito. Recebi relatos de assaltos recorrentes a peregrinos neste mês de Abril, principalmente nas proximidades de Potim. Vamos esperar que as autoridades competentes consigam inibir as ações destes marginais.

  4. Antonio Luiz Mota Reply

    Fiz já por oito vezes o caminho da fé a pé. No ano passado (2018) no início do mes de setembro fiz novamente o caminho. Saí de Tambaú. Gosto de fazer o caminho sozinho. Fiz o trecho entre Casa Branca e Vargem Grande no dia 02/09/2018, um domingo. O trecho entre Itabi e Vargem Grande é quase todo asfaltado. Pois bem, justamente na parte asfaltada, depois de Itobi, fui seguido por um carro que dava sinais de seta e parava à frente, depois continuava e me esperava mais à frente. Fiquei preocupado e parei. Fiquei sentado ao lado do asfalto e o carro me esperando a uns cem metros à frente. Por sorte e por proteção da Santa, fui alcançado, naquele momento, por tres rapazes de bicicleta que pararam e conversaram comigo. Eles fizeram sinal para o carro que saiu em velocidade e foi embora. Os rapazes de bicicleta foram pedalando de vagar e me esperavam de trecho em trecho. No entanto o carro não mais foi visto e eu cheguei em Vargem Grande sem qualquer problema. Não fui abordado, mas fiquei bem preocupado e esse trecho entre Itobi e Vargem Grande realmente é preocupante, em razão de ser todo asfaltado e com um razoável trânsito, principalmente nos finais de semana. Seria bom alertar os peregrinos e deixar a polícia das duas cidades alertadas.

Deixe uma mensagem

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.