default-logo

O CHAMADO DO CAMINHO – PARTE 5 de 6

Dia 18/02 – Pousada da Dona Inês até Campos do Jordão – 35  Km –  Passando por Campista – 8 horas de caminhada  

 

Como de costume acordei cedo, tomei um café me despedi daquele lugar mágico, muito mais rico que as maiores mansões do Mundo. Ali Deus habitava em abundância. Da pousada até Campista seriam 14 km de subida. Comecei a subir, passando por plantação de bananeiras e um bosque lindo com pinos e muita serração. Encontrei uma parte do grupo de Americana e os dois amigos de São Paulo no caminho.

 

Fomos juntos até a Pousada Barão Montes onde tomamos um lanche e voltamos para a trilha, mais 20 km até Campos do Jordão. Durante boa parte do percurso segui com Serginho e Júlio, é bom ter companhia de vez em quando, aprendemos muito ouvindo. E como aprendi com aqueles dois. Os amigos tinham se conhecido em uma UTI alguns anos antes por problemas na família. E lá mesmo prometeram a nossa mãe Nossa Senhora que se tudo transcorresse bem eles fariam a peregrinação. Dito e feito a situação familiar foi solucionada e agora os dois estavam caminhando.

 

Ao ouvir tão bela história tive que me conter para não chorar, meus olhos se encheram de lagrima e eu só agradecia por ter conhecido eles e aquela história. Até agora me emociono. Vi-me pequeno diante de pessoas excepcionais como eles. Se vocês estiverem lendo esse post saibam que mudaram minha vida meus amigos. O Júlio começou a sentir um pouco o  joelho e diminuiu o ritmo, eu aproveitei para seguir e ficar sozinho para aquietar meu coração. Depois de 20 minutos começou a chover forte e junto com a agua caindo minhas lagrimas tiveram o mesmo destino, eu e Deus chorando. Aquele encontro foi intenso. O caminho nos proporciona isso, emoções fortes.

 

Após 2 horas e meia andando na chuva finalmente cheguei em Campos do Jordão  e no Refúgio dos Peregrinos (R$ 55 c/ café), onde fui muito bem recebido e pude me secar e me acomodar, no Refúgio já estavam Leonardo e Marcelo os irmãos pássaro como dizia Kimie.

​​

 

Dia 19/02 –Campos do Jordão até Pousada Casa Amor Divino  – 34  Km –  Passando por Piracuama – 7 horas de caminhada. 

 

Neste dia saímos em um grupo grande, Eu, Leonardo, Marcelo, Júlio, Serginho e 2 casais de Americana o resto do pessoal optou por ir por outro caminho para Aparecida, como era minha primeira vez optei por fazer o tradicional. Caminhamos em grupo um bom tempo, passando pela serra de Campos do Jordão até o começo do  trilho do trem. Ali esperei um pouco pois estava na hora da reflexão diária e me afastei para caminhar sozinho.

 

Eu já tinha caminhado em asfalto, trilha, estrada de terra mas nunca em trilho de trem. E como era difícil, os  dormentes estavam escorregadios muito fácil de escorregar e torcer o pé. Quantos caminhos diferentes seguimos na vida ? são todos macios e seguros ? temos medo de andar naqueles que são perigosos ? Eu aprendi que se nos entregarmos e tivermos fé não existe caminho perigoso. E assim foi, segui pelo trilho até Piracuama.

 

De Piracuma segui com os Irmãos pássaro até A Pousada Casa Amor Divino, no caminho eles me contaram que já era a terceira vez no caminho e sempre juntos. Um dia irei fazer com meus irmãos também,  deve ser uma experiência única. A Pousada na verdade era um convento de Freiras muito simpáticas, receptivas e que emitiam muita energia divina. Tomei um banho e fui para uma pequena capela que tinha no local, quando entrei não me contive mais uma vez comecei a chorar a pensar na família, amigos, nas experiências vividas ali, eu não era merecedor de tudo aquilo.

​​

Deixe uma mensagem

*